Fisioterapia na fratura de escafóide







Certa vez, atendi no meu consultório um paciente que tinha fraturado a mão. Brincando com o filho, se desequilíbriou, apoiou o corpo com a mão e acabou numa fratura de escafóide.  Não foi a única fratura de mão que atendi na minha ida profissional mas esse paciente deu muito trabalho, simplesmente porque ele era muito indisciplinado. E acreditem: para um fisioterapeuta, não existe coisa pior do que um paciente que não segue as orientações fora do consultório.

O punho é composto por 8 pequenos ossos, posicionados entre os ossos do antebraço e da mão. Existe um osso próximo ao polegar que tem 2 nomes: Navicular ou Escafóide. A fratura desse osso, a fratura do escafóide é caracterizada pelo rompimento da extensão de um osso, ou seja, ele se quebra. Quando esse osso é fraturado, existe uma grande preocupação em relação a sua calcificação, porque a sua irrigação sanguínea pode ter sido comprometida.


Geralmente, o paciente precisará usar aparelho gessado no braço, incluindo o polegar, podendo ou não chegar acima do cotovelo, por pelo menos 12 semanas. Senão houver a calcificação perfeita, a cirurgia é indicada. Outro caso que a cirurgia e indicada é quando ha a necrose avascular, quando alguma parte do osso “morre” pela falta de irrigação sanguínea. É retirado este fragmento do osso ou colocado enxerto e osteossíntese.

Depois desse período, de mais ou menos três meses, o paciente é encaminhado à fisioterapia, para reabilitação funcional da mão. Por estar algum tempo sem movimentar a mão por causa da imobilização, o trabalho da fisioterapia é doloroso e requer paciência.

Veja aqui alguns exercícios


Os exercicios pode ser dividios em exercícios de alongamento e exercícios de construção de força.

Exemplos de exercicios de alongamento
Flexão e distensão do pulso para cima e para baixo: Sente-se em uma cadeira e coloque o pulso lesionado contra o seu joelho (palma da mão virada para baixo). Com a mão aberta, pressione-a para baixo e estique-a por cinco segundos. Em seguida, mova sua mão para cima e estique puxando-a de volta para seu corpo. Faça 10 repetições dos mesmos movimentos com a palma da mão voltada para cima.

Flexão e distensão do pulso para a esquerda e direita: mantendo a mesma posição sentada (palma virada para baixo), mova sua mão para a esquerda e estique-a. Mantenha a posição por cinco segundos. Faça o mesmo movimento para o lado direito. Repita 10 vezes. É importante mover o pulso em todas as direções para recuperar o movimento completo e flexibilidade.

Exercícios de construção de força
Com exceção do exercício de bola, limite os exercícios para duas ou três vezes por semana. Eles vão "rasgar" mais fibras musculares nos braços, que requerem um período de recuperação. Se você não possui halteres, use um martelo ou uma lata de sopa para os dois últimos exercícios.

Aperto de bola: Aperte uma bola de borracha ou de tênis na palma da sua mão. Segure por cinco segundos e depois relaxe. Realize 10 repetições completas. Este exercício de compressão pode ajudar na recuperação de um pulso quebrado.

Rotação de pulso: Sente-se em uma cadeira ou banco com a mão sobre o joelho (palma da mão voltada para cima). Pegue um haltere leve e abaixe-o com apenas o movimento da mão. Levante-o e puxe sua mão em direção a seu corpo enquanto você contrai os músculos de seu antebraços. Repita 10 vezes. Use pesos ligeiramente mais pesados​​ conforme o pulso ficar mais forte.

Rotação inverso de pulso: É semelhante à rotação do pulso regular, só que você vai realizar este exercício com as palmas das mãos viradas para baixo. Novamente, use um haltere leve, pois os músculos extensores que você trabalhará neste exercício não são tão fortes quanto os músculos flexores (exercício anterior). Simplesmente eleve a abaixe o peso, tal como antes, dobrando os músculos na parte superior do movimento. Faça 10 repetições.

Esses exercícios são alguns exemplos que podem ser utilizados. Não significa que eles serão todos usados e nem que eles são indicados para todas as fases do tratamento.  Só o fisioterapeuta vai saber a  hora e a forma de uso,

Boa sorte!

Escrito por Daniela Souto, fisioterapeuta e profissional de Educação Fisica, que escreve no  Faça Fisioterapia, no blog da Educação Fisicaa e atua pela Fisioquality 

Ícone Facebook Ícone Twitter Ícone Google+ Ícone Instagram http://www.sergiofasilva.com/static/images/linkedin.png
Fisioterapia na fratura de escafóide Fisioterapia na fratura de escafóide Editado por Sua Saude on 03:22 Nota: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.