Lesão de Stener






Lesão anatómica, corrigível cirurgicamente, responsável pela instabilidade crónica dos polegares de gamekeepers (caça de coelhos) e esquiadores; consiste na insuficiência, rotura ou avulsão traumática (da falange proximal) do ligamento cubital colateral da articulação metacarpofalângica do polegar; é habitualmente provocada por abdução forçada do polegar.

O sintoma principal é a instabilidade do polegar com movimentos anormais de lateralidade para o lado de fora.

Ligamento-Colateral-Ulnar-STENER_2_180


O principal sinal é a dor e falta de força nas pinças que necessitam o uso do polegar.

O tratamento da lesão aguda pode ser tratada com imobilização. Como descreveu Stener, nas lesões completas há uma invasão da aponeurose do músculo do polegar entre as margens da lesão, impedindo sua cicatrização. Na maioria das vezes, as margens do ligamento restante é de péssima qualidade, impedindo sua sutura, sendo necessário sua reconstrução.

A lesão crônica, é uma lesão antiga não tratada. A articulação é instável com dor nas pinças. É tratada com a reconstrução do ligamento ou uma ARTRODESE - fusão da articulação. Pode ocorrer lesão associada como fraturas e lesões de tendão ou nervo que necessita ser tratada.


Com a ajuda de SOS Mão Recife
Lesão de Stener Lesão de Stener Editado por Dani Souto on 11:23 Nota: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.