Avaliação fisioterapeutica da mão





O exame físico da mão compreende inspeção estática, palpação, movimentação passiva, movimentação ativa, teste neurológico e manobras especiais.

A mão em repouso apresenta uma posição característica das articulações metacarpofalângicas e interfalângicas, com flexão progressivamente maior do indicador para o dedo mínimo. Um dedo que se mantém em extensão, na posição de repouso, pode-se pensar em lesão dos tendões flexores.

'Na mão normal, ainda observamos que a região palmar forma uma "concha". Esta forma é dada pela presença dos arcos palmares mantidos pelos músculos intrínsecos da mão, de tal forma que, na sua paralisia, a forma de "concha" desaparece.

'arial','sans-serif'; mso-ansi-language: pt-br;">Inspeção estática

Podemos observar: revestimento cutâneo, trofismo da musculatura intrínseca e extrínseca, edema, cicatrizes, unhas, deformidades gerais e deformidades específicas tais como:

DEDO EM MARTELO: Caracterizado por flexão ou queda da falange distal. Ocorre por lesão do tendão extensor terminal em sua inserção na falange distal. Pode ser conseqüência de uma lesão tendínea ou fratura-avulsão;

DEDO EM BOTOEIRA: Caracterizado por flexão da articulação interfalângica proximal e hiperextensão da interfalângica distal. Ocorre por lesão do tendão extensor central em sua inserção na base da falange média;

DEFORMIDADE EM PESCOÇO DE CISNE: Caracterizada por hiperextensão da articulação interfalângica proximal e flexão da articulação interfalângica distal. Observada com freqüência na artrite reumatóide, por lesão dos elementos que contém o aparelho extensor, ou pode ainda ocorrer como conseqüência de uma deformidade em martelo, na qual toda a força extensora pode concentrar-se na articulação interfalângica proximal.


Veja um fasciculo sobre Semiologia da mão
Avaliação fisioterapeutica da mão Avaliação fisioterapeutica da mão Editado por Dani Souto on 10:30 Nota: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.